A pergunta de salário traz um resultado com viés negativo. Por esse motivo, é importante entender quando a faixa salarial da sua organização está de fato defasada ou quando ações de comunicação e organização são suficientes para melhorar a percepção do colaborador. Usar o mercado como comparativo pode trazer maior segurança ao construir uma política de cargos e salários, mas não é só isso: se atentar às responsabilidades designadas, papéis e transparência nas políticas internas também são fundamentais.


Melhores práticas identificadas

  • Alinhamento de responsabilidades

É importante ter clareza na descrição do cargo envolvendo a responsabilidade. É importante também que o colaborador saiba que uma atividade ou tarefa apresentada fora do seu escopo deve ser devidamente sinalizada e justificada: seja como um desafio ou uma demanda pontual.


Não. "Estou há 5 anos recebendo como analista junior e desempenhando atividades, análises e papel de analista pleno/senior."

Sim. "Para analista financeiro junior sim, mas gostaria de saber quais são os quesitos para analista pleno.."

Não. "O escopo de atividades a qual sou responsável ou orientado a me envolver e atuar diariamente é muito maior do que o escopo ao qual fui contratado inicialmente. Mesmo recebendo reajustes salariais ao longo de todo o período, acredito que o meu salário atual ainda não corresponde às atividades desempenhadas, além de que, se alinharmos pela desvalorização do real e inflação, o valor salarial acaba sendo ainda mais prejudicado."

Não. "Eu acredito que em vista de tudo que entrego e das diversas atividades que desempenho, poderia ganhar mais."

Não. "Sinto que desde que entrei desempenho funções seniores sendo pleno. E isso foi algo que já comuniquei ao meus gestores, mas ainda não recebi retorno."

Não. "Quando iniciei na [Empresa], era sim ok. Mas as responsabilidades e demandas foram aumentando e o reconhecimento financeiro não veio. Vejo isso acontecendo com a maioria das pessoas na [Empresa], todos trabalham MUITO, até tarde muitas vezes, e tem muitas responsabilidades, e esse reconhecimento não acontece."

Não. "Existe uma progressão das tarefas realizadas que não é acompanhada pelo salário. Sinto falta de uma perspectiva de carreira dentro da empresa."

  • Transparência nas políticas de remuneração ou cargos e salários

Para empresas que tenham cargos e salários, é importante que o colaborador tenha acesso aos critérios e papéis disponibilizados pela organização. Isso pode evitar o sentimento de falta de equiparação salarial e ainda que pessoas que ocupem cargos iguais tenham diferentes níveis salariais. Além disso, justificar as promoções de cargos e seus critérios ajudam a fomentar a transparência das movimentações internas.


Não. "Estou há mais de dois anos na empresa e tive apenas um aumento, sem contar que não me promoveram de júnior para pleno até hoje, sendo que no dia a dia desempenho as mesmas funções de pessoas pleno no time em que trabalho."

Não. "Estou ganhando 80% do salário de um coordenador da [Empresa] e nem estou comparando com o mercado" 

Não. "O meu cargo e salário não é condizente com a função que eu desempenho, e isso não é agora. Falta, claramente, uma política de cargos e salários e preocupação com os colaboradores, no que tange a esse item. Não é apenas comigo e sim com vários colaboradores. Não existe reconhecimento salarial."

Não. "O salário deixa a desejar se for compará-lo ao resto do mercado, estando abaixo do piso praticado pelas empresas (e falando especificamente no meu caso, me parece que até mesmo abaixo do piso da própria [empresa]).

Não. "Mesmo não tendo descrito no meu cargo, faço algo diferencial no meu setor. Além disso, pessoas novas já entram com um cargo ou salário maior, mostrando o quanto a empresa não se importa."


  • Utilizar o mercado como balizador para cargos e salários

Ao criar o critério de cargos e salários, um importante balizador para sua empresa é o mercado. Nele é possível identificar a média salarial de diferentes cargos, níveis e regiões. Outro fator a se atentar é a periodicidade em que se deve olhar para esse indicador, uma vez que alterações na média salarial no mercado ocorrem constantemente.


Não. "Estou ganhando 80% do salário de um coordenador da [Empresa] e nem estou comparando com o mercado"

Não. "O salário deixa a desejar se for compará-lo ao resto do mercado, estando abaixo do piso praticado pelas empresas (e falando especificamente no meu caso, me parece que até mesmo abaixo do piso da própria [empresa])."

Não. "A remuneração é boa, mas comparado ao mercado está bem abaixo."

Não. "Pelo que venho desempenhando acredito que poderia receber um salário maior, utilizando o mercado como parâmetro, esse valor poderia ser cerca de 20 a 30% maior."

Não. "Apesar de não ser um salário ruim, pelo o que acompanho os salários da [Empresa] ainda são um pouco um pouco defasados em relação à média dos salários de São Paulo."

Não. "O salário é bem abaixo comparado ao mercado que está extremamente em alta"





Sentimentos identificados


Reconhecimento é mais do que salário

Sim. "Considero a [Empresa] uma empresa que reconhece, incentiva e respeita de várias formas seus colaboradores. Sou muito grata por todo apoio e incentivo que recebo dessa empresa, são atitudes que vão muito além do salário. Porém, me sinto sim satisfeita com meu salário e sinto que sou reconhecida pelo meu trabalho."

Sim. "Na [Empresa] me sinto muito valorizado, pois minhas ações são vistas e reconhecidas pelos meus superiores."

Sim. "O salário é muito relevante, mas tenho ciência de que todo reconhecimento deve haver uma troca, pois se ganho uma promoção, tenho que estar apto a atender as expectativas depositadas em mim. Acredito que o salario x valor deva estar em uma cultura da companhia."

Não. "Não e Sim, por alguns fatores, tenho muitas responsabilidades dentro da área, praticamente todas as demandas recaem sobre mim, mas venho recebendo reconhecimentos ao longo dos quarters, o que me faz ter esperança e um crescimento maior ao decorrer do tempo."

Não. "É importante frisar que o bônus e os benefícios (vr, assistência médica) são mais do que justos e ajudam MUITO na satisfação geral em relação à remuneração."


Vontade de se desenvolver e crescer na empresa

Não. "Não, porém entendo o lado da empresa e sei que vamos crescer juntos."

Não. "Na minha atuação hoje entendo que eu poderia ser [cargo] Pleno, mas sei que minha hora vai chegar."

Sim. "Sim, mas estou trabalhando para conquistar o cargo de especialista de négocios, me considero preparado e vou dar o meu melhor para conquistar essa promoção."

Sim. "Sim, mas acredito que ainda possa melhorar de acordo com a melhoria da minha performance, ainda tenho que montar o meu plano de desenvolvimento interno para poder talvez assim mostrar meu merecimento de um aumento pelo meu valor de contribuição a empresa.