Não há como ter bom desempenho sem o "saber fazer". A boa vontade, a proatividade, uma ótima gama de softskills sempre será importante, mas capacitar para que consiga fazer é essencial. É responsabilidade da empresa estar atenta às necessidades e habilidades do time para que se mantenham prontos para que os colaboradores se destaquem.


  • Documentação de processos

Antes de fornecer a capacitação, é importante documentar os processos internos da empresa para que, a partir desse material, seja possível desenvolver treinamentos.

"A falta de documentação sobre algumas funcionalidades da [plataforma] atrapalha o desempenho, estou me esforçando para documentar tudo o que faço e melhorar isso."

"Acho que falta um treinamento que seja estruturado e apresente os processos internos da agência no começo. A ausência disso torna algumas coisas “soltas” e não bem definidas como deve ser resolvido ou realizado determinada questão prejudicando a autonomia tbm."

"Sinto que muitas pessoas com mais tempo de casa guardam conhecimento para si, não documentam projetos e aplicações que fizeram em notebooks, deixando muito difícil o aprendizado de novos colaboradores ou dos colaboradores que ainda não tiveram contato com aquela aplicação. Tenho a impressão que estas pessoas dificultam as explicações para que realmente seja difícil o aprendizado."


  • Onboarding com trilha de continuidade

Muitas empresas já colocam em prática a recepção dos colaboradores, mas é importante enxergar a continuidade de crescimento e de desenvolvimento dos colaboradores, portanto, desenhar um onboarding já atrelado a uma trilha de capacitação promoverá o sentimento de crescimento contínuo e proporcionará melhores resultados para empresa.

"Estamos construindo um onboarding muito legal, onde passamos detalhadamente por cada uma das nossas frentes. Temos algumas atividades que podem ser feitas para introduzir a pessoa em algum tipo de atividade que realizamos. Também somos muito aberto para ajudar no dia-a-dia, caso a pessoa necessite de alguma ajuda. Estamos preocupados em fornecer a maior quantidade possível de material para que as pessoas consigam andar sozinhas."

“Eu acho que tenho capacidades e não necessito tanto de treinamento, porém para as pessoas mais junior, ainda acho que precisamos estruturar melhor nosso onboarding, com um tempo maior, para que eles possam ter pelo menos um guia mais estruturado para se preparar, antes de entrar nos times. Hoje, parece que há uma pressa, e as pessoas entram e já vão direto para os times, sem nem ter um onboarding maior, como antigamente.”

“Estamos construindo um onboarding muito legal, onde passamos detalhadamente por cada uma das nossas frentes. Temos algumas atividades que podem ser feitas para introduzir a pessoa em algum tipo de atividade que realizamos. Também somos muito aberto para ajudar no dia-a-dia, caso a pessoa necessite de alguma ajuda. Estamos preocupados em fornecer a maior quantidade possível de material para que as pessoas andem sozinhas.”

“Sim, desde o começo é realizado um acompanhamento adequado, não apenas dentro da minha área, mas tudo o que cerceia a empresa, para garantir que além das minhas atividades, conseguirei desempenhar qualquer função utilizando as ferramentas da [Empresa].”


  • Capacitação para novos processos e produtos

Para que o time seja embaixador da marca e da empresa é necessário que ele tenha domínio total do serviço ou produto ofertado, além de conhecimento básico para executar suas funções.

"A empresa implementa novas ferramentas para utilizarmos e não há nenhum treinamento ou introdução a elas. Temos que aprender no dia a dia, o que dificulta a utilização e os resultados esperados."

"Os processos mudaram muito, e não tivemos nenhum processo de reciclagem nesse meio tempo. Acredito que apenas com informes, não conseguimos nos preparar satisfatoriamente para prosseguirmos com as tratativas de forma veloz e assertiva."

"A gente não teve treinamento adequado , um dos [processos] passou a ser na [ferramenta] e não tivemos um treinamento digno!"

"Desde a mudança de gestão que houve alteração em nossa PEC estamos sendo cobrados por funções de quais nunca recebemos treinamento para desempenha-las."


Sentimentos identificados


Colaborador busca treinamento por conta própria

“Procuro meu treinamento de maneira pró ativa. Tenho os treinamentos, mas não são por iniciativa da [Empresa]”

“Acredito que [Empresa] poderia me ajudar mais nesse ponto, pois todos os treinamentos que faço são pagos do meu bolso. Meu gestor não me dá apoio nesse tipo de coisa, sob o argumento de que é impossível, mas outros times já receberam certos apoios”


A liderança e equipe são vistos como capacitador, treinador.

“Muito mais do que adequado!! O [Nome] é excelente em ensinar e dar suporte para a equipe, sempre muito solícito!!”

"Não tive treinamento, mas não faltou suporte."

“Meu gerente e colegas são extremamente solícitos na hora de ensinar e melhorar o desempenho individual e coletivo da equipe e empresa.”

“É importante destacar que o treinamento foi algo que ocorreu dentro do próprio time, visto que um treinamento formal junto a equipe de treinamento não ocorreu. Fui aprendendo tudo que sei apenas em conversas com o próprio time.”

"Creio que temos capacidade de conseguirmos estudar e desempenhar nossas atividades sozinhos, porém seria muito interessante o todos terem um treinamento mensal sobre [ferramentas] entre outros, sendo tocado pelo pessoal interno mesmo"


Abertura da empresa para apoiar a busca espontânea para capacitação

"Nunca tive treinamento formal, sempre tive que buscar fora. O que não é necessariamente ruim, gosto do esquema autodidata e aprender fazendo. Nos últimos semestres tivemos PDI, o que foi um avanço. Mesmo que lá não houvesse treinamento como parte do programa, ao menos dava um direcionamento."

"Depende. Se eu pudesse responderia "Sim" e "Não" ao mesmo tempo. Acho que todos que trabalham com tecnologia sabem que tudo muda muito rápido. Novas tecnologias chegam o tempo todo e nos obrigam a continuar estudando e nos aprimorando. Estou direcionando meus esforços de aprimoramento profissional nas tecnologias que acredito que fazem mais sentido no ambiente da [Empresa] que estou inserido. Tenho conversado com meu líder e estou montando um PDI para me aprimorar nas questões que julgo serem relevantes. No dia a dia, percebo apoio das pessoas para ajudar no que for preciso. Isso é muito importante, mas não podemos considerar este apoio como suficiente para nosso desenvolvimento. Portanto, sei que consigo apoio dentro da [Empresa], mas também sei que preciso me aprimorar."

"Não acho que existe um treinamento formalizado. A empresa dá liberdade para que o colaborador possa estudar e correr atrás, e também leve suas dúvidas para os líderes. A partir disso, podem surgir soluções mais próximas de treinamentos ou PDI."