Uma das principais alavancas de engajamento é líderes preparados para os cargos que exercem. O Projeto Oxygen do Google  identificou quais são as características de um bom líder.


Há uma visão antiquada de que as pessoas precisam separar o pessoal e o profissional. Mas o que vemos na prática é que com o avanço da tecnologia e das ferramentas de comunicação é cada vez mais difícil dissociar o que é pessoal e profissional. Ao analisarmos os comentários anônimos vindos do mercado, identificamos práticas que já podem ser evidenciadas no tópico 1 do Projeto Oxygen: “Para ser um bom coach é essencial compreender a equipe, motivar e inspirar os funcionários, e desenvolver um bom relacionamento com cada membro do time.”. Qualidade na comunicação, feedbacks de via de mão dupla e relação de respeito favorecerão a compreensão da equipe, o entendimento de como promover a motivação e inspirar os colaboradores será consequência.


Melhores práticas identificadas

  • Boa comunicação

Qualidade na comunicação com o time faz a diferença quando falamos sobre engajamento na companhia. Quando consegue-se evitar ruídos de comunicação nos alinhamentos do dia a dia, o ambiente de trabalho tende a se tornar mais saudável e respeitoso. 


Sim. “Tenho uma comunicação transparente e compreensiva. Me motiva a cada dia!"

Não. “Quando falta tato e em empatia na abordagem, a comunicação é afetada. Com uma comunicação falha  a convivência dificilmente será saudável. Isso impacta diretamente na produtividade, visto que o ambiente se mostra desagradável por conta desses desgastes.”

Sim. “Comunicação super clara e aberta”

Não. “Não existe comunicação, nenhuma mudança na plataforma que trabalho me é comunicada. As minhas opiniões também não são ouvidas.”

Não. “Estamos com muito dificuldade com a liderança direta na área. A comunicação, principalmente tem sido um problema. A distancia da gestão para com o time também tem sido algo bem problemático.”

Sim. “Não poderia ter um chefe melhor! Nossa comunicação é direta e muito saudável. Meu chefe é simplesmente sensacional.”

Sim. “Existe uma grande liberdade na comunicação, o que facilita e ajuda bastante no desenvolvimento das atividades.”

Sim. “Super saudável! Me sinto muito a vontade em conversar com meu líder e acredito que é recíproco essa sensação.”

Sim. “Temos abertura para expor ideias e conversas totalmente abertas. Visando sempre o bom relacionamento e direcionamento de toda a equipe para atividades. Propicia treinamentos, com isso também podemos aumentar o leque de conhecimento e replicá-lo no dia a dia dentro da companhia.”

Sim. “Sinto que tenho caminho aberto para conversar de uma maneira franca tanto com minha gestora direta quanto com o head da área, pois ambos são sempre muito disponíveis e receptivos aos assuntos levantados.”


  • Qualidade de escuta e consciência da via de mão dupla

Um bom líder precisa saber a hora de ouvir. Propiciar momentos favoráveis ao recebimento de feedback dos liderados será importante para traduzir o sentimento de parceria e construção em conjunto. Assim como qualquer relação, é preciso que a via de mão dupla esteja aberta e que haja apoio mútuo na relação.


Sim. “A relação é saudável, porém identifico muitos pontos de melhoria. Parte delas já passei para minha liderança para melhorarmos nossa comunicação."

Sim. “Temos plena abertura para tratar dos assuntos  inerentes as rotina de trabalho.”

Não. “a falta de suporte é algo que está prejudicando, por muitas vezes precisamos da ajuda do gestor e não temos. Não temos apoio quando surge problemas e sempre somos culpados mesmo não sendo, pois nosso gestor não nos defende.”

Não. “Não é saudável, pois não tenho apoio, compreensão e empatia por parte da liderança direta, somente cobrança e palavras que desestimulam”

Sim. “Muito saudável! A minha liderança direta é muito próxima, ouve as ideias, compartilha conhecimentos e está sempre disposta a ajudar.”

Sim. “Tenho total acesso ao líder que sempre ouve minhas opiniões profissionais e também aprendo muito ouvindo.”

Sim. “Temos abertura de comunicação direta com todos os líderes. O time é muito participativo e a liderança e aberta e democrática, a gestão é mais horizontal.”

Sim. “Sim, a liderança e bem aberta, próxima e super preocupada com os colaboradores”

Sim. “Sim, escuta todos e da bastante liberdade”

Sim. “Além de ter fácil acesso a eles, sinto que eles escutam e não ignoram os problemas/sugestões que levo a eles.”

Sim. “Melhor relacionamento que um colaborador poderia ter. A liderança é colaborativa, participativa, acompanha e entende o processo, ouve e respeita as opiniões, concede autonomia necessária para a execução e exige quando precisa, tudo de forma muito profissional e parceira.”

Sim. “Sim, muito saudável, aberta, uma via de mão dupla. Realmente muito boa.”


  • Relação de respeito

O respeito é a base para uma relação saudável, seja no âmbito profissional ou fora dele, portanto, não é diferente ao falarmos de relação de hierarquia. 


Sim. “Sinto as lideranças muito acessíveis e me sinto respeitado por elas. E na verdade, graças à descontração, sinto-me em um ambiente horizontalizado.”

Sim. “Super saudável. Além do relacionamento profissional, um relacionamento pessoal super saudável também. De respeito, lealdade e irmandade.”

Sim. “Temos um relacionamento com muito respeito, compreensão e qualidade”

Sim. “Sim! É uma relação de respeito mútuo e de troca de informações.”

Sim. “[Líder] é uma profissional fantástica, absorve muitos problemas e os resolve muito bem. Uma verdadeira gestora, conduz sua equipe com muita clareza e  muita educação.”

Sim. “uma liderança que inspira, elogia em público e da feedback em particular com muito respeito.”

Sim. “Algo diferenciado , uma postura super positiva, onde existe respeito e sempre abertos para novas opiniões.”

Sim. “Há o respeito e a comunicação é boa.”

Sim. “Saudável e muito respeitosa. São os melhores ingredientes para o desenvolver um bom trabalho, bom ambiente e convivência.”

Sim. “Sim, sempre existe diálogos com respeito e parceria para tudo. Ela sempre está disposta a ajudar e ver o melhor lado humano das pessoas.”