Pesquisa Pulse Novo Normal


Agora as pulses da #QuarentenaVaipe também contam com a Pesquisa Pulse Novo Normal, que te ajuda a construir um plano de retomada assertivo com base nas preferências dos seus colaboradores. 

Veja a seguir as perguntas da Pulse Novo Normal:

  • Em qual cenário você ficaria mais confortável numa possível retomada ao escritório?
  • Pensando em uma política de trabalho remoto (home office) revisada, qual frequência seria mais adequada para você após a quarentena?
  • Para você, qual o maior benefício do trabalho remoto (home office)?

Para conferir o questionário completo da pulse novo normal clique aqui.


As Pesquisas Pulse já estão disponíveis para sua empresa. Por isso, para aplicar a pulse novo normal basta fazer o passo a passo a seguir:

Como configurar as Pesquisas Pulse


1. Acesse a plataforma.

2. No menu lateral esquerdo, selecione a opção de mapeamentos.

3. Selecione configurar um novo mapeamento (se você ainda não tem a opção de novos mapeamentos, entre em contato com fale@vaipe.com.br para habilitarmos essa funcionalidade).

4. Selecione construir minha pesquisa.

5. Selecione a metodologia que você quer aplicar: 

  • Pulse Novo Normal
  • Pulse Saúde Mental
  • Pulse Home Office
  • Pulse Resposta ao plano COVID-19

6. Selecione os participantes da pesquisa.

7. Preencha as informações de envio conforme a pesquisa que você deseja fazer:

8. Confira os dados da pesquisa em resumo. Se tudo estiver certo, basta enviar!


Resultados da Pulse Home Office

A partir de uma análise com mais de 10.000 interações em 120 empresas participantes da #QuarentenaVaipe nós identificamos o entendimento dos colaboradores sobre home office e juntamos em um único material os insights de home office nas organizações.

Confira os principais tópicos do material:

  • Diferença entre home office e trabalho remoto;
  • Experiência dos colaboradores com o home office;
  • Qual é a estrutura dos colaboradores para fazer o home office;
  • Principais ferramentas de organização de tarefas e comunicação.


Para acessar o material, clique aqui.